Poema: E os guerrilheiros do Araguaia, onde estão?

Filhos da subversão

Semeadores da esperança,

Em tempos de trevas tirânicas

Lutar com armas nas mãos.

 
Gritos por liberdade

Pela libertação do povo,

Arquitetos de um tempo novo

Construtores da revolução.



Guerrilheiros do Araguaia

Onde estão seus corpos?

Condenados a morte

Nas belas terras do norte.



E os guerrilheiros do Araguaia

Onde estão?

Que crimes cometeram?

Sonhar com o fim da opressão?

 
 
Guerrilheiros do Araguaia

Esquecidos,

Traídos,

Pelos próprios companheiros.

 
 
Que agora de mãos dadas

Andam com a burguesia,

Socialismo só na teoria

Traidores da revolução.

 
Guerrilheiros fuzilados

Na guerrilha do Araguaia,

Onde estão?

Haveremos de vinga-lós

Esquecidos já mais serão.
 
*Por Pedro Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário