Informe da Assembleia Geral dos Estudantes de Filosofia da UFT


Em Assembleia Geral os estudantes de Filosofia da Universidade Federal do Tocantins aprovaram modificações no Estatuto do CAFIL e elegeram a Comissão Eleitoral que coordenará as eleições para nova coordenação do Centro Acadêmico de Filosofia
  Cerca de 40 estudantes do curso de Filosofia da Universidade Federal do Tocantins participaram nesta segunda-feira (20/02) de uma assembleia geral para discutir e deliberar sobre propostas de modificações no Estatuto do Centro Académico de Filosofia como também para eleger a Comissão eleitoral que irá realizar o processo de eleição para nova coordenação do CAFIL. Todas as propostas apresentadas foram aprovadas por unanimidade pelos participantes, entre elas destaca-se uma nova estrutura de coordenação que será organizada de forma horizontal e não mais hierárquica como era anteriormente. A coordenação será composta por 08 membros, sendo que dois serão suplentes e não mais de 11 membros. A duração do mandato passa a ser de 2 anos sem direito a reeleição e não mais de 1 ano com direito a reeleição. O conselho fiscal ganha autonomia sendo eleito independente das chapas. Essas foram as principais modificações aprovadas no Estatuto que com certeza contribuirá para o fortalecimento do CAFIL/UFT no próximo período. Outro ponto importante discutido e deliberado na reunião foi à eleição da Comissão Eleitoral que comandará o processo eleitoral para nova coordenação do CAFIL – Giovana Kuroviski, Ruberval Romão e Wesley Lima foram os eleitos de forma unanime, sendo que Giovana Kuroviski foi aclamada a presidente da comissão eleitoral.
Algumas críticas
Lamentavelmente a coordenação anterior do Centro Acadêmico não apresentou como deveria na assembleia geral uma prestação de contas de sua gestão. Esperamos que o façam numa oportunidade futura, se não presencialmente em uma reunião geral, pelo menos através de um boletim.
Não poderíamos deixar de criticar também a postura de alguns professores que clamam tanto pela consciência e participação politica dos estudantes, mas pouco facilita para que os mesmos participem quando surge a oportunidade. Por outro lado não podemos deixar de agradecer aqueles que não medem esforço para incentivar os estudantes a se organizarem e lutarem pelos seus direitos, por isso deixamos aqui nosso agradecimento especial aos professores Leandro Frienberg, Gabriel Dietrich e José Soares.
Ser estudante de filosofia e não ter consciência politica é uma contradição.”
Muitos estudantes reclamam nos corredores do Centro Acadêmico de Filosofia e da visibilidade do curso no campus de Palmas. Mas se temos um CAFIL frágil é justamente pelo fato de que os estudantes não tem disposição para construí-lo. Ora o Centro Acadêmico de Filosofia não é a sua coordenação apenas, mas sim todos os estudantes matriculados no curso. Logo só teremos um centro acadêmico forte quando nos atentarmos para isso. Por outro lado essa relação de distanciamento dos estudantes de filosofia com seu órgão de representação revela uma falta de consciência politica o que é uma contradição. Eis ai um grande desafio para a futura coordenação do centro acadêmico – despertar essa consciência politica nos estudantes do curso e a participação ativa na construção do CAFIL. Nessa linha seria importante inicialmente começarmos construindo mais de uma chapa para disputa pela direção do centro acadêmico.

Pedro Ferreira Nunes – É estudante de Filosofia da UFT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário