Manual de sobrevivência em Lajeado



Camarada, 

Você que esta pensando em morar em Lajeado – uma das cidades mais encantadoras desse país – com suas belezas naturais exuberantes. Não se iluda, por aqui não encontrará apenas tranquilidade. É para você que escrevo esse pequeno manual de sobrevivência na nossa pacata (já nem tanto) e amada cidade das águas. Ainda que não pretenda morar por aqui, e esteja, portanto apenas de passagem, apenas visitando, muito provavelmente precisará desse manual. Vamos então a ele.

Serviço de fornecimento de água encanada

Se por acaso faltar água encanada no final de semana não perca seu tempo ligando para ATS (Agência Tocantinense de Saneamento). Por aqui eles não trabalham no sábado, no domingo e nem nos feriados. Se por acaso você der a sorte de ser atendido pelo telefone será para ouvir – não temos previsão para resolver o problema. Para bom entendedor significa – Se vira. Vai banhar no córrego ou no rio. Vai buscar uma lata d´água na ilha verde para cozinhar. Portanto se vier ao Lajeado trate de armazenar água em algum canto, pois não raramente, na cidade das águas, falta água. Não, não é água que falta. O que falta é um serviço de fornecimento de água encanada decente.

Energia elétrica

Traga sempre na sua mochila um maço de vela, lanterna, lampião, lamparina – Qualquer coisa do gênero. Pois se der o azar de um cachorro mijar em um poste, é todo mundo no escuro. Parece irônico que uma cidade produtora de energia, que exporta energia ofereça para os seus cidadãos um serviço de péssima qualidade. Mas é assim aqui no Lajeado – é o tempo fechar (formar uma chuvinha qualquer) que a energia se vai. E não espere o problema ser resolvido tão rapidamente. É melhor você fazer uma fogueirinha no quintal e assar aquela curimatá e comer com farinha de puba tirando o gosto com uma cachaça. Especialmente se for à noite, quando dificilmente as muriçocas o deixaram dormir.

Serviços bancários

Se por acaso você precisar sacar alguma grana no final de semana ou feriado, vai tirando seu cavalinho da chuva, pois por aqui não existe caixa eletrônico. Por tanto você precisará ir até Palmas ou Miracema. Aliás, essa é sina todo final de mês dos servidores públicos no município. Pois mesmo no meio da semana o único lugar que saca dinheiro é a lotérica, no entanto, nem sempre você consegue sacar, pois falta grana. A única agência bancaria no município (a do Bradesco) só esta funcionando para fazer empréstimo. Se essas operações simples não funcionam, imaginem as mais complexas. Por tanto, se você precisar fazer alguma operação bancária, trata de se deslocar para outro município.

Correios e Lotérica

O correio do Lajeado não entrega correspondência e não está operando o banco postal. Logo não perca o seu tempo indo lá para pagar alguma conta ou sacar dinheiro. Se você estiver esperando alguma correspondência, uma encomenda ou um boleto – terá que ir visitar a agência dos correios com frequência para ver se já chegou. A questão dos boletos em especial, é um problema – geralmente só chega atrasado, logo trate de se programar para sempre pagar uma multa por atraso no pagamento dos boletos. Ou ter um gasto adicional puxando pela internet e imprimindo-os. Já sobre a lotérica, por enquanto você ainda consegue sacar algum trocado e pagar suas contas. Mas não vá esperando muita coisa além disso.

Saúde

Aqui no Lajeado tem uma lei que não existe no papel, mas ela esta em vigor. A lei é: Você não pode adoecer no final de semana. Especialmente se for caso de urgência. Pois as unidades municipais de saúde não funcionam. Mas se caso acontecer alguma coisa só resta ligar para o SAMU ti levar em Palmas ou Miracema, pois na cidade não terá atendimento. E se por um azar o SAMU estiver fazendo outro atendimento no mesmo horário ai à coisa se complica. Por tanto se vier para o Lajeado, não vá adoecer final de semana ou nos feriados. No decorrer da semana já é complicado com as unidades de saúde abertas, com essas fechadas então, ai é rezar muito. E ainda tem quem diz que a Saúde no município é a melhor do Brasil – se de fato isso for verdade, não queira conhecer a pior meu camarada.

Turismo

Se você vier fazer turismo na cidade não vá esperando encontrar alguma sinalização ou orientação a cerca dos pontos turísticos ou de como chegar até eles. Guia turístico? Não se iluda, não terá essa facilidade. Terá que se apegar com algum morador de bom coração que conhece o lugar. Para fazer uma trilha na serra você tem que contrata alguns trabalhadores para construí-la antes, já que as trilhas são inexistentes. Mas apesar dos pesares não deixe de visitar a cidade, é de fato um lugar encantador, no entanto, venha como se fosse para o Jalapão, ou melhor, não, sejamos justo, quem vai ao Jalapão encontra uma estrutura de recepção dos turistas bem melhor que em Lajeado. Mas venha, venha preparado que vida fácil não terá.

Atividades culturais

Não vai esperando ter uma vida cultural agitada na cidade das águas. Por aqui há apenas duas opções culturais – bares e igrejas. No fundo os dois servem para mesma coisa, entorpecer as pessoas da dura vida que elas levam. Eis ai, uma coisa que não terá nenhuma dificuldade em encontrar no Lajeado – bares e igrejas. Em qualquer canto da cidade encontrará um dos dois, ou os dois – um ao lado do outro.

Segurança pública

Nossa policia tem apenas a especialidade de bater em bêbado, não há no Tocantins policiais mais preparados para bater em bêbado que os policiais de Lajeado. Mas não é qualquer bêbado, só nos pobres coitados que não tem eira e nem beira. Se você tem grana pode beber e aprontar a vontade – pode ligar o seu carro de som e fazer uma farra em cada esquina. Agora se você for um rodado, prepare o coro. Sendo assim não perca seu tempo chamando a policia para resolver outro problema que não seja bater em bêbado pobre e lascado.

Eis ai, portanto meus queridos camaradas uma brevíssima contribuição para que você não fique completamente rodado quando vier nos visitar no nosso querido Lajeado ou mesmo se estiver pensando em mudar para cá. Que esse manual possa lhe ajudar minimamente a ter uma boa estadia por aqui. Lhe esperamos de braços abertos.

Pedro Ferreira Nunes – Poeta e Escritor popular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário